PALAVRAS AO VENTO


Sou borbulhante de emoções

Queria que essas bolhas te tocassem.

Que essas bolhas ao te tocar a pele, se transformassem na minha pele

Para você sentir minhas emoções

Para conhecer a fonte do meu amor

Passear pelas minhas memórias

Pelos meus sentidos

Sentisse a minha alegria

Soubesse o motivo das minhas tristezas

Conhecesse a minha alma

Me carregasse com você

Como eu te carrego no coração.

Para meus Amigos



Escrito por Kyra às 19h25
[ ] [ envie esta mensagem ]


A IDIOTICE É VITAL PARA A FELICIDADE

Ailin Aleixo


 Gente chata essa que quer ser séria, profunda,visceral.
Putz, coisa pentelha.
A vida já é um caos, por que fazermos dela, ainda por
cima, um tratado do Schopenhauer?
Deixe a pungência para as horas em que ela é
inevitável: mortes, separações, dores.

No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja idiota.
Ria dos próprios defeitos, tire sarro de suas
inabilidades.
Ignore o que o boçal do seu chefe proferiu. Pense
assim: quem tem que carregar aquela cara feia, todos os
dias, inseparavelmente, é ele.
Pobre dele.

Milhares de casamentos acabaram-se não pela falta de
amor, dinheiro, sexo, sincronia, mas pela ausência de
idiotice. Quem disse que é bom dividirmos a vida com
alguém que tem conselho pra tudo , soluções sensatas,
objetivos claramente traçados mas não consegue rir
quando tropeça? Que sabe resolver uma crise familiar
mas não tem a menor idéia de como preencher as horas
livres de um fim de semana?

Sim, porque é bem comum gente que fica perdida quando
se acabam os problemas. E daí, o que elas farão se já
não têm por que se desesperar?
Em suma: desaprenderam a brincar.
Eu não quero alguém assim comigo.
A realidade já é dura; piora se for densa. Dura e
densa, ruim.
Brincar é legal. Entendeu?
Esqueça o que te falaram sobre ser adulto, tudo aquilo
de não brincar com comida, não falar besteira, não ser
imaturo, não se descontrolar, não demonstrar o que
sente.
É muito não. Dá pra ser feliz com tanto não?
Pagar as contas, ser bem-sucedido, amar, ter filhos -
tarefa brava.
Piora, muito, com o peso de todos aqueles nãos.
Tenha fé em uma coisa: dá certo ser adulto e idiota.
Aliás, tudo fica bem mais fácil se for regado a
idiotice, bom humor.

Manuel Bandeira foi um grande homem e um grande poeta.
Disse certa vez: "E por que essa condenação da piada,
como se a vida fosse só feita de momentos graves ou só
nesses houvesse teor poético?"
Estava certo.
Empine pipa!!! Adultos podem (e devem) contar piadas,ir
ao fliperama, beliscar a bunda da mulher, sair pelados
pela cozinha. Ser adulto não é perder os prazeres da
vida - e esse é o único "não" aceitável.
Teste a teoria.
Uma semaninha, pra começar.

Veja e sinta as coisas como se elas fossem o que são:
passageiras.
A briga, a dívida, a dor, a raiva, tudinho vai passar,
então pra que tanta gravidade?
Já fez tudo o que podia para resolver o problema?
Parou, chorou, pediu arrego?
Ótimo, hora da idiotice: entre na Internet, jogue
pebolim, coma um churrasco grego.
Tá numas de empinar pipa no sábado? Vá.
Quer conversar com sua namorada imitando o Pato Donald
mas acha muito boçal? E é, mas e daí?
Você realmente acha que ela vai gostar menos de você
por isso? Ela não vai, tenha certeza. Só vai gostar
mais, porque é delicioso estarmos com quem sorri e ri
de si mesmo.


Eu fico chateado por não ser tão idiota quanto
gostaria; tenho uma mania horrível de, sem querer,
recair na seriedade. Então o mundo fica cinza e cada
lágrima ganha o peso de uma bigorna. Nessas horas não
preciso de cenhos franzidos de preocupação. Nessas
horas tudo de que preciso é uma bela, grande e
impagável idiotice.
Como sair pra jogar paintball - ou, melhor ainda, me
olhar fixamente no espelho até notar como fico feio com
os olhos vermelhos e o nariz escorrendo.

Como fico ridículo quando esqueço que tudo passa.
Bom mesmo é ter o problema na cabeça, o sorriso na boca
e paz no coração!!!!


Adorei, me deu muita vontade de fazer idiotices...expressão sapeca...como criança que vai aprontar das suas. Vou rir de mim e das coisas tolas e absurdas que acontecem comigo.

 

 



Escrito por Kyra às 20h13
[ ] [ envie esta mensagem ]


Canção do Lobo (Petulante)
(Oswaldo Montenegro)

Você me disse que eu sou petulante, né?
acho que sou sim, viu?
como a água que desce a cachoeira
e não pergunta se pode passar
você me disse que meu olho é duro como faca
acho que é sim, viu?
como é duro o tronco da mangueira
onde você precisa se encostar
você me disse que eu destruo sempre
a sua mais romântica ilusão
e destruo sempre com minha palavra
o que me incomodou
acho que é sim
como fere e faz barulho o bicho que se machucou
como fere e faz barulho o bicho que se machucou


Escrito por Kyra às 21h59
[ ] [ envie esta mensagem ]


Em minha civilização aquele que for diferênte de mim não me empobrecerá, ele me enriquecerá.

Saint Exupéry

Pedro não era afeminado, só era mais tímido, sensível e inseguro, se comparado à maioria dos meninos de sua idade. Estava cursando o sétimo ano ginasial em uma escola pública da zona norte do Rio, tinha onze anos. Possuía uma beleza forte, meio andrógina, até mesmo frágil, em função de seu físico magro e sua estatura ainda pouco desenvolvida.  Seus olhos eram doces e um pouco tristes, como se carregasse neles algum sofrimento, uma angústia indefinida. Sua aparência chamava atenção, mas ele não se dava conta de sua beleza ou talvez não a aceitasse. Era quieto, contido e sensível. Porem forte de espírito. As injustiças do mundo o faziam sofrer muito. Pedro não sabia o que se passava consigo, mas se sentia diferente dos outros meninos; preferia a companhia calma, sensível  e mais acolhedora das meninas; não de todas, tinha as suas preferidas, mas nenhuma amiga de verdade, até então. Pedro realmente tinha dificuldade para se relacionar, principalmente com os meninos, pois muitas vezes era alvo de gozações e de piadinhas cruéis, comuns em meninos nesta idade. Ele, involuntariamente, causava um certo desconforto nos outros meninos, e por isso, era muitas vezes hostilizado por eles. Aprendeu a lidar com isso, embora não conseguisse compreender porque o tratavam daquele jeito. Ele só queria paz, era de paz...Não sei se por medo ou a ausência dele, mas Pedro nunca revidava...Não se dava conta de que, agindo assim, seus oponentes ganhavam ainda mais força para continuar com as gozações. Assim preferia ficar isolado, quieto em algum canto, onde não fosse percebido, quase invisível, principalmente na hora do recreio. Mas o que eles não sabiam, é que Pedro também se fortalecia; crescia nele uma força desconhecida que ele próprio ainda não reconhecia. E sempre que não revidava a um ataque malicioso, se tornava mais forte.

Um dia o professor passou uma atividade que separava os meninos das meninas. Então, neste dia, a tarefa seria realizada fora da sala de aula, somente pelas meninas e o professor. Os meninos tiveram que ficar sozinhos dentro da sala, até o término da atividade delas. Pedro ficou muito perturbado com aquela situação; em sua turma haviam dois rapazes considerados “os delinqüentes”, ambos já haviam repetido de série algumas vezes e eram bem mais velhos que os demais, desta forma eram respeitados pelo temor que causavam em todos. Um deles era negro, alto e forte, mas estava sempre sorrindo, e se não fosse a sua fama, poderia até ser considerado um cara realmente simpático. O outro era branco e também alto, mas pouco menos encorpado e não tinha nada de simpático, mas era um rapaz bonito. Enquanto todos permaneciam sentados, conversando ou estudando, inclusive Pedro, os dois estavam de pé com mais alguns seguidores, queriam bagunça. Um clima de tensão se propagou no ambiente. Logo começariam suas investidas em Pedro; e ele, amedrontado, já esperava por isso. O negro, que liderava, começou a dançar sensualmente para Pedro, imediatamente sendo copiado pelo parceiro. Os demais, só os olhavam e riam de tudo. Pedro muito assustado e com seu coração disparado, tentava, em vão, ignorá-los. Foi então que, o rapaz negro, colocou seu pênis pra fora e continuou sua dança sensual diante de Pedro, que ficava cada vez mais apavorado e constrangido, suava frio. E  num gesto rápido e planejado, foi pra cima de Pedro o fazendo deitar sobre duas cadeiras, mantendo suas mãos prezas sob a cabeça. Pedro não conseguia fazer qualquer movimento diante do peso do rapaz e de sua força, era bem menor que ele. O rapaz negro insinuava cenas de sexo com brutalidade e se divertia muito com tudo aquilo. Pedro mal conseguia respirar e estava absolutamente amedrontado. Quando o rapaz negro saiu de cima do corpo de Pedro, foi a vez de seu parceiro, que repetiu a cena exatamente como o primeiro. Pedro estava extremamente chocado e sem forças para reagir, e mesmo que o quisesse, não conseguiria se livrar dos dois, parecia viver um pesadelo. Em nenhum momento o ato foi completado, mas para Pedro, isso pouco importava, pois se sentia igualmente violentado, destruído por dentro. Ninguém, em toda sala, intercedeu por ele...Nada, só o silencio. Parecia que somente os três estavam naquela sala.

Quando toda aquela abominável cena terminou, não havia passado mais do que 10 minutos. Pedro ainda continuou ali, deitado e humilhado por mais algum tempo. Não deixou cair uma gota de lágrima. Levantou-se e se recompôs. Lutando contra si mesmo olhou para os lados, como quem busca um amigo...Não encontrou ninguém. Não ouviu uma única palavra, mas ainda assim, pôde perceber nos olhos de alguns, um misto de compaixão e pena. Concentrou-se num ponto fixo a sua frente e assim permaneceu, firme, até o retorno do professor e a liberação da classe.

Pedro nunca mais retornou a escola depois daquele dia. Dizem que se suicidou, outros que se mudou... Na realidade, ninguém poderia saber o que acontecera de verdade, ninguém o conhecia realmente; não sabiam onde morava, com quem morava, das coisas de que mais gostava, não sabiam nada de Pedro.

Acredito que ele nunca mais tenha sido o mesmo depois daquele dia; e que aquela brincadeira maldosa e covarde tenha mudado a sua vida completamente.

Fico pensando como pode ser tão difícil ser diferente, em um mundo que, paradoxalmente, possui tantas diferenças?

Se não mudarmos nosso olhar, começando por nós mesmos, não teremos nenhum direito de cobrar a paz ou a não violência no mundo. Com que direito exigiremos de nossos semelhantes bom procedimento, indulgência, benevolência, dedicação, se não lhes damos o mesmo? Penso que os pais sejam os principais responsáveis pela conduta moral dos filhos. Não deveriam criar filhos, e sim, seres humanos; pessoas de bem, que respeitem realmente o próximo, que se respeitem e se amem também. Não se trata de aceitar ou não, isso ou aquilo, e sim de respeitar; aceitar o outro respeitando as diferenças. Deus nos criou únicos, quem somos nós para julgá-Lo?

Se quisermos tanto um mundo melhor, respeitemos o maior mandamento de nosso Mestre Maior...Amar o próximo como a si mesmo...Ou ainda que seja...Respeitar o próximo, como gostaríamos de ser respeitados...Sem julgamentos, sem preconceitos.

Escrito por MC às 01h48 - 18/06/2004 - http://procuro-me.zip.net


Qualquer forma de preconceito é horrível e ninguém tem o direito de matar, humilhar e torturar ninguém pelas escolhas sexuais, modo de pensar, escolha religiosa ou maneira de ser de uma pessoa. A história que o MC escreveu descreve uma forma de preconceito bem comum, encontrada nas ruas, escolas e até em casa. Não devemos esquecer que todos somos SERES HUMANOS. As escolhas podem ser diferentes da sua, mas somos apenas humanos. E viva a diversidade.



Escrito por Kyra às 14h20
[ ] [ envie esta mensagem ]


Mulher sempre menina

Menina sempre mulher

Brincando de seduzir

Corpo de mulher

Desejo de adolescente

Sorriso maroto

Olhar malicioso quando provocada

Chora quando devia rir

Ri quando devia chorar

Forte quando frágil

Frágil quando parece forte

Apenas mulher

 


Tenho fome do seu desejo

Mas te nego este prazer

Te digo não

Nem sofro com isso

Seu amor é vadio demais para o meu querer



Escrito por Kyra às 18h05
[ ] [ envie esta mensagem ]


Saiu um artigo na BBC de Londres sobre as 10 palavras de mais difícil tradução no mundo, comecei a pensar no significado das palavras e resolvi escrever sobre elas. Leiam e me digam o que acham sobre estas palavras.

beijos

Veja a lista completa das dez palavras consideradas de mais difícil tradução:

1. Ilunga (tshiluba) uma pessoa que está disposta a perdoar qualquer maltrato pela primeira vez, a tolerar o mesmo pela segunda vez, mas nunca pela terceira vez.

Minha intuição talvez esteja certa e 3 seja a justa medida para muitas coisas.

Gostei muito desta palavra, talvez porque minha história de vida tenha sido sempre perdoar e porque pessoas consideram isso uma fraqueza, eu não considero fraqueza. Perdoar é ter a liberdade de poder seguir em frente e saber que não preciso me arrepender e nem ferir ninguém. Já errei e vou errar muitas vezes e espero que meus erros possam ser perdoados também. Aprendi que preciso me perdoar também, sou o meu pior juiz e carrasco. Usar minha consciência, que é minha melhor conselheira, me ajuda a evitar muitos erros.

2. Shlimazl (ídiche) uma pessoa cronicamente azarada

Será que isso existe?

Tá certo que algumas coisas não dependem de nós, mas será que nossas histórias terminarem mais ou menos sempre do mesmo jeito, não é um sinal de que nós é que estamos sempre seguindo os mesmos padrões, lidando com nossas emoções e as pessoas de nosso relacionamento sempre do mesmo jeito?

Tenho quebrado muitos padrões no último ano e tenho tido um retorno que é bem gratificante, as pessoas estão se aproximando de uma maneira nova, não tive que abrir mão de nenhum dos meus princípios. Apenas mudei minha abordagem e a forma de reagir em algumas coisas. Encarei algumas verdades bem duras e tive que me afastar de pessoas que amava e considerava amigas, porque percebi que me faziam mal ou não eram tão sinceras como eu esperava. Hoje não sinto dor em falar disso, mas doeu muito na época. Agora sei que foi o melhor.

3. Radioukacz (polonês) pessoa que trabalhou como telegrafista para os movimentos de resistência o domínio soviético nos países da antiga Cortina de Ferro

Nada a comentar

4. Naa (japonês) palavra usada apenas em uma região do país para enfatizar declarações ou concordar com alguém

Sou enfática, minha maneira de falar quando acredito em alguma coisa ou alguém é assim. As vezes parece até que estou brava ou brigando (jeito meio italianado...rs). Não preciso que concordem em tudo comigo e nem tento convencer ninguém a pensar como eu, isso é muito chato. Gosto mais quando 2 idéias podem ser unidas para criar uma terceira idéia que pode ser o ideal. Aprender sempre, descobrir coisas novas.

5. Altahmam (árabe) um tipo de tristeza profunda

Quem nunca sentiu uma tristeza assim, você pensa que vai morrer, pode-se até sentir dor física por causa desta tristeza. Você se larga e tudo parece perder o sentido, é como se tivesse um vazio ou o nada crescendo dentro de você, nada te consola. Mas um belo dia, isso nunca tem dia e hora marcada, você começa a perceber que melhorou, começa a se ver e ver as pessoas ao seu redor. Aquele aperto no peito vai sumindo e você está pronto para outra história.

6. Gezellig (holandês) aconchegante

Ahh esta palavra é importante, não devemos nunca esquecer de sermos aconchegantes, tento fazer minha casa aconchegante, ela ainda está sendo montada. Mas quero que meus amigos sintam-se em casa quando estão lá. Quero ser uma amiga aconchegante, daquelas que os amigos possam sempre contar, para contar tudo e nada, rir e chorar. Quero me aconchegar no abraço dos meus amigos e quem sabe nos braços de um amor, num futuro bem próximo..rs

7. Saudade

Acho que não dá para definir mesmo, engloba tantos sentimentos. Só sabe quem sente ou sentiu. A Saudade nunca é igual pra todo mundo. A minha saudade é diferente da de vcs, as histórias e os momentos são diferentes, por mais que pareçam iguais. A saudade pode trazer nostalgia de um tempo que foi bom e não vai mais voltar e nem vc quer volte. Mas é gostoso de lembrar. Tem a saudade de pessoas que infelizmente não podem mais estar conosco de corpo presente, mas sempre presentes em espirito (minha mãe) e com lembranças. Saudade de alguém que você gosta ou ama e que não pode mais estar com você.

8. Selathirupavar (tâmil, língua falada no sul da Índia) palavra usada para definir um certo tipo de ausência não-autorizada frente a deveres

Acho que muitas vezes ficamos ausentes de nós mesmos, nos esquecemos. Esquecemos de quem somos na essência, temos o dever de sermos sinceros em primeiro lugar com nós mesmos. Esquecemos das coisas que acreditamos, esquecemos que temos coração, esquecemos nossa consciência, esquecemos de agradecer pelas coisas boas, esquecemos de ajudar. Isso é um dever que temos como seres humanos, é um dever sim, mas dá um prazer tão grande quando fazemos, o retorno é imediato. Não depende do outro, depende de você fazer a sua parte apenas e a satisfação é garantida.

9. Pochemuchka (russo) uma pessoa que faz perguntas demais

Esta sou eu...rs Estou sempre me questionando, sempre buscando o sentido das coisas. Sempre quero me entender, entender o mundo e as pessoas. Acabo descobrindo e aprendendo com pessoas maravilhosas, algumas com tempo marcado para ir embora, outras ficam pra sempre. Mas ficam todas no meu coração, cada uma tem seu lugar garantido, presentes ou não.

10. Klloshar (albanês) perdedor

Não acredito em perder, acredito em troca. Quantas vezes achamos que perdemos e depois de um certo tempo descobrimos que ganhamos muito mais. Sempre acho que estou melhorando, acredito realmente que "Deus escreve certo por linhas tortas". As vezes achamos que temos o melhor e somos o melhor e fincamos pé, dizendo que queremos continuar do mesmo jeito, a vida vem e te obriga a mudar e quanto mais você briga e faz birra, mais vc apanha. Um dia vc diz, cansei e resolve mudar, começam a acontecer coisas boas uma atrás da outra e vc fica todo contente. No começo vc achou que tinha perdido e depois percebe que saiu ganhando.

 



Escrito por Kyra às 20h53
[ ] [ envie esta mensagem ]


Alma leve

Coração tranqüilo

Redescobrindo minha essência

Caminhando ao vento

Vento que trás esperança de recomeçar

Sentindo a emoção do início

Respirar novamente

Passado no passado

Presente bem vivido

Olho no futuro.



Escrito por Kyra às 00h35
[ ] [ envie esta mensagem ]


Abro a porta, você não fala nada.

Me puxa para você e me beija.

Minha língua na sua boca, olhos fechados.

Meu vestido vai ao chão

Me encosta na parede, o calor do seu corpo no meu.

Afasta meu cabelo, sua boca na minha nuca

Seus lábios passeando pelo meu pescoço, ombros

Sua boca me aquecendo, suas mãos em meus seios

Você pulsando em minhas mãos, puro desejo

Suas mãos passeando pelo meu corpo

Me invade com seus dedos, sente minha umidade

Estou explodindo de desejo

Sua língua me descobrindo

Quero você em mim

Somos só sensações e gemidos de prazer

Você em mim, movimentos exatos

Encaixe perfeito

E o gozo chega em espasmos de prazer

Finalmente saciados, só carinho e silêncio.

 



Escrito por Kyra às 23h49
[ ] [ envie esta mensagem ]


Meus olhos te cercam

Danço para você

Meu corpo ondulando no ritmo da música.

Seus olhos me seguem sedentos

Suas mãos tentando me tocar

Eu digo, ainda não

Seu desejo me excita

Provoco, sentando no seu colo

Beijo seu pescoço e saio rindo do seu olhar

Volto a dançar

Me acaricio olhando para você

Seus olhos brilham de desejo

A música está chegando ao fim

E eu digo vem, vem me fazer tua.



Escrito por Kyra às 21h32
[ ] [ envie esta mensagem ]


Devolva meus sonhos

Devolva minha inocência

Devolva a pureza das palavras.

Devolva o significado da amizade.

Devolva o consolo nas horas tristes.

Devolva minhas noites de sono e sonho.

Devolva a confiança depositada.

Devolva meu riso.

O exemplo?

Leve com você.


Relendo, percebo que parece muito triste. Mas só escrevi isso por causa de uma música que ouvi.

Como gostei, não vou apagar.



Escrito por Kyra às 20h41
[ ] [ envie esta mensagem ]


A festa foi muito boa e a ressaca emocional foi tanta...que ontem apaguei literalmente...rs

Fiquei imensamente feliz com vocês, minhas amigas e amigos que com suas palavras tornaram este dia tão especial.

A Rô do blog Escondidas na net que me presenteou, colocando um texto meu no blog delas, foi uma grande alegria e uma honra!!!

Muitos beijos

 


                                                 3 MESES DE BLOG

Hoje o meu blog completa 3 meses de vida!

Sempre brinquei o número ideal era 3, para começar e terminar, para depois começar de novo.

Ele nasceu da necessidade de colocar emoções para fora, de me reencontrar, foi feito com alegria, algumas lágrimas e tornou-se um mundo de grandes descobertas sobre mim e de descoberta de pessoas sensíveis e talentosas que alimentam minha alma e meu coração.

Pessoas que todos os dias me mostram um mundo novo e novas maneiras de enxergar o mundo.

Este blog não era para ser divulgado, seria apenas um lugar de colocar textos que gosto e servir como um diário mesmo. Mas uma certa Dona Loba, me cutucou...rs...dizendo que eu devia escrever um pouco sobre mim e não consegui parar mais. Depois dela vieram outras pessoas igualmente importantes, que sempre tem uma palavra amiga, pessoas que agüentaram meus surtos, minha tristeza.

Com 37 anos jamais tinha me atrevido a colocar nem em papel o que sentia ou sequer tentar escrever uma poesia, sempre me contentei em apenas ler e admirar a poesia das pessoas.

Não poderei colocar em palavras, o que significa estas descobertas e quanto equilíbrio tenho conseguido por causa de vocês.

Só posso deixar o meu muito obrigado a todos vocês e meu carinho.

Acho que o André do blog "O Meu Caminhar" definiu muito bem minha trajetória pelo mundo dos blogs e por tantos outros que não estão relacionados ainda, agradeço a visita de todos os dias aos que sempre tem uma palavra amiga e aos que só me visitam eventualmente, com palavras igualmente importantes.

Kyra...brincando com os seus links...Correndo atras do vento me sinto uma caçadora de mim, eu o poeta, ou uma mulher de 30 e poucos, já fui a mina do kurt. Depois de vinte sempre fui simplesmente eu, como um sol iluminando a mansão Shultz, meu cantinho da felicidade. E nessas aventuras da bucanera encontrei Tony Maclaud, o bom cearense, um rascunho, uma digressiva maria, coisas de tio num botequim poético. Meu espaço é de domínio público, pois passos noites em claro com a minha fala poética, sombras e sonhos escritas nas cartas de Elise. Essa noite procuro retalhos e pensamentos, uma mudança de ventos, verso encadeado, segredos nada secretos. Ei, você aí meu Big Friend, vamos fazer poesia e Cia um para o outro? Essa eterna sinfonia da vida escondidas na net me indicam que ainda há vida depois dos 40,porque antes parecia tudo quase terminado. Mas o que será? A idade da loba? Eu caçador de mim nos passos do MEU CAMINHAR, procuro-me como a um ponto gê, com a voz ativa nas viagens da alma.

Um grande beijo no coração de todos vocês, espero continuar jogando Palavras ao Vento por muito tempo ainda.




Escrito por Kyra às 15h46
[ ] [ envie esta mensagem ]


Tempo de silêncio

Nenhuma palavra

Nenhum saber

Esperando nem sei o que.

Apenas o tic tac do relógio, avisa que o tempo está passando.

Imóvel e muda

Espírito ausente.

Emoções anestesiadas.

Minha dor e sua dor.

Perdão e compreensão.

Sozinha

Apenas eu e o tic tac do relógio.


Esperando aviões
(Vander Lee)

Que eu queria poder te dizer sem palavras
Eu queria poder te cantar sem canções
Eu queria viver morrendo em sua teia
Seu sangue correndo em minha veia
Seu cheiro morando em meus pulmões
Cada dia que passo sem sua presença
Sou um presidiário cumprindo sentença
Sou um velho diário perdido da areia
Esperando que você me leia
Sou pista vazia esperando aviões

Sou o lamento no canto da sereia
Esperando o naufrágio das embarcações



Escrito por Kyra às 18h55
[ ] [ envie esta mensagem ]


Olhos

Visão

Janela

Luz

Amor

Paixão

Boca

Paladar

Prazer

Palavras

Sedução

Beijo

Nariz

Olfato

Perfume

Desejo

Pele

Tato

Carícia

Sensação

Arrepio

Entrega

Ouvido

Audição

Palavras

Declaração

Emoção

                                                                                                Imaginação



Escrito por Kyra às 18h23
[ ] [ envie esta mensagem ]


Estar com você, é perder meu centro.

É como estar numa montanha russa, sou um trem descarrilado.

Amor, paixão negada, entrega, negação, riso e lágrima, prazer e dor.

Você é um trilho sem destino certo, pura fantasia.

Não estar com você, é achar o centro.

É perder o encanto, só calmaria.

Serenidade, angústia, liberdade, saudade, esperança e espera.

É sempre dizer adeus e começar de novo.



Escrito por Kyra às 22h54
[ ] [ envie esta mensagem ]


Sou uma mulher marcada.

Marcada por beijos ao luar.

Marcada por beijos que me fizeram flutuar,

Marcada pelo beijo que me fez amar.

Marcada pelo beijo que não te dei.

Marcada pela dança no meio da rua em plena madrugada.

Marcada pelas paixões que tive, tenho e terei.

Marcada pelas noites de prazer e sedução.

Marcada pelo riso rasgado de fêmea que satisfaz e é satisfeita.

Marcada pela alegria de criança que ainda mora em mim.

Marcada pelas lágrimas de alegria e tristeza.

Marcada pelas verdades e mentiras.

Marcada pelos amigos e pelos desafetos

Marcada pela alegria dos inícios

Marcada por cada adeus que disse e me disseram.

Sou marcada, esta é minha digital.



Escrito por Kyra às 17h19
[ ] [ envie esta mensagem ]


Este texto saiu na coluna que o Fernando Bonassi tinha na Revista da Folha...sempre com textos ótimos. Acho que este texto por exemplo, é perfeito para definir coisas pequenas que podem fazer uma relação ser mais prazerosa. E que vale para homens e mulheres.

Mas antes queria colocar uma poesia do Higor do blog http://oquesera.zip.net, visitem o blog dele, tem poesias maravilhosas.

E que todos, sozinhos ou acompanhados tenham um ótimo dia dos namorados.

Beijos

Antes...

Amigo, preste atenção
Rimando solto, eu saio da solidão
Amiga, tente entender
Falando alto alguém consegue me entender
Amantes, não chorem não
Verdade sempre traz calor no coração
Amados, tenham sempre paciência
Felicidade requer mais que assistência
Solteiros não finjam não
O que queremos é um sim, uma paixão
Casados, entendam a rima
Ficar do lado de quem se quer é a melhor coisa da vida

Rimar perto do dia
Dia do Amor
Para mim não há tal maestria
Apesar, de não existir dia
Para demonstrar tanto Calor
Amar não requer pontualidade
Amar apenas exige honestidade
Esperas que tu acharás alguém
Que te dará esse amor e você dará também
E quem ama, pode ficar despreocupado
Agindo certo, nada pode dar errado
Pois, amor é a medida do incerto e do inexato

(Higor - Blog: http://oquesera.zip.net )

 

por Fernando Bonassi

Receita para fazer uma mulher feliz (Homens também)

Você já andou escrevendo sobre como as mulheres podem nos fazer mais felizes. Agora eu inverto a pergunta: como nós homens devemos fazê-las felizes? Paulo L. , por e-mail

Evidentemente, topo a inversão, mas gostaria de botar um pequeno reparo no verbo que você usou. Não acho que se trate de dever fazê-las felizes, mas de poder e querer. Parece insignificante, mas é questão de gosto mais do que dever, percebe?

Gosto de pensar que as pessoas são simples e que esse monstro chamado felicidade passa por pequenos gestos, mais do que por sacadas monumentais e bandeirosas. Tem a ver com ligar-se àqueles desejos e prazeres alheios que aperfeiçoam os nossos, cultivá-los, instigá-los, aumentá-los.

No caso, é satisfação garantida: beijos prolongados; mãos cuidadosas; línguas diligentes (isso é, nossa dedicação às preliminares será sempre amplamente recompensada); elogios verdadeiros; passeios sem sentido; desrespeitar horários de trabalho; respeitar horários de lazer; erguer a tampa da privada ao fazer xixi, evitar fazer xixi fora da privada (se fizer, por favor, passe lá um papel higiênico na mesma hora!); vinhos; chocolates; saladas; nudez; perfumes; luz de velas; escurinhos; presentes; lembrancinhas; surpresas; postais, telegramas; telefonemas; e-mails; lembrar datas; esquecer problemas, depois enfrentá-los; um pouco de vaidade; um pouco de desleixo; melar-se com picolés; lamber os melados dos picolés; nudez; não ter vergonha de experimentar; não ter medo da intimidade; ter vergonha do isolamento; não ter assuntos proibidos; manter privacidade (nem todos os nossos odores e pensamentos esquisitos precisam ser partilhados); cuidar; deixar-se cuidar; preservar a capacidade de indignar-se; rir das coisas e dos outros; rir de si próprio; mais nudez; cuidar da saúde e manter a forma; comer pizza vendo televisão; ver televisão no quarto; não ver televisão no quarto; usar música, teatro, cinema, livros; sair; ficar; ver fotografias; tirar fotografias; nudez de novo; ter posição sobre as coisas do mundo e a capacidade de mudá-la quando a realidade, algo ou alguém se mostrar diferente e melhor. Distrair-se. Dar atenção. Não ter receio de pedi-la...

Em suma, e como já disse noutra oportunidade, até aquele bambi do Pequeno Príncipe sabe que somos responsáveis pelo que cativamos. Cative, meu chapa... o resto é gozo.

 



Escrito por Kyra às 23h47
[ ] [ envie esta mensagem ]


Engraçado, parece que já vi essa história em algum lugar...vc sabe?

CRÔNICA DE AMOR

Roberto Freire *

"Você deu flores que ela deixou a seco, você levou para conhecer a sua mãe e ela foi de blusa transparente. Você gosta de rock e ela de chorinho, você gosta de praia e ela tem alergia a sol, você abomina o Natal e ela detesta o Ano Novo, nem no ódio vocês combinam.

Então?

Então que ela tem um jeito de sorrir que o deixa imobilizado, o beijo dela é mais viciante do que LSD, você adora brigar com ela e ela adora implicar com você.

Isso tem nome.

Ele não tem a menor vocação para príncipe encantado, e ainda assim você não consegue despachá-lo. Quando a mão dele toca sua nuca, você derrete feito manteiga. Ele toca gaita de boca, adora animais e escreve poemas.

Porque você ama este cara? Não pergunte pra mim.

Você é inteligente. Ele lê livros, revistas, jornais Gosta dos filmes de Woody Allen, dos irmãos Coen e do Robert Altman, mas sabe que uma boa comédia romântica também tem seu valor.

Ela é bonita. Seu cabelo nasceu para ser sacudido num comercial de xampu e seu corpo tem todas as curvas no lugar. Independente, emprego fixo, bom saldo no banco.

Gosta de viajar, de música, tem loucura por computador.

Não pega no pé de ninguém e adora sexo. Com um currículo desses, criatura, por que diabo está sem um amor? ....

Ah, o amor, essa raposa. Quem dera o amor não fosse um sentimento, mas uma equação matemática: eu linda + você inteligente = dois apaixonados. Não funciona assim.

Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades que ela tem, caso contrário os honestos, simpáticos e não-fumantes teriam uma fila de pretendentes batendo à porta.

O amor não é chegado a fazer contas, não obedece a razão. O verdadeiro amor acontece por empatia, por magnetismo, por conjunção estelar. Costuma ser despertado mais pelas flechas do cupido do que por uma ficha limpa. Ninguém ama outra pessoa porque ela é educada, veste-se bem e é fã do Caetano (o amor é lindo...). Isso são só referências.

Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca. Ama-se pelo tom de voz, pela maneira que os olhos piscam, pela fragilidade que se revela quando menos se espera.

Amar não requer conhecimento prévio nem consulta ao SPC. Ama-se justamente pelo que o amor tem de indefinível. Honestos existem aos milhares, generosos tem às pencas, bons motoristas e bons pais de família, tá assim, ó. Mas ninguém consegue ser do jeito que o amor da sua vida é..."

28/06/2002



Escrito por Kyra às 23h08
[ ] [ envie esta mensagem ]


14/04/2004

Uma alma gêmea é alguém cujas fechaduras coincidem com nossas chaves

e cujas chaves coincidem com nossas fechaduras.

Quando nos sentimos seguros a ponto de abrir as fechaduras,

surge o nosso eu mais verdadeiro e podemos ser

completa e honradamente quem somos.

Cada um descobre a melhor parte do outro.

- Richard Bach -

 


03/04/2004

Acordei com uma sensação maravilhosa pela nossa noite de ontem...rs

E super ansioso pela viagem, friozinho na barriga. É bom sentir isto novamente!

Amo vc!

 


23/02/2004

Só Tu (Paulo Setubal)

De todas que me beijaram

De todas que me abraçaram

Já não me lembro nem sei

São tantas as que me amaram

São tantas as que amei

Mas tu que rude contraste

Tu que jamais me beijaste

Tu que jamais abracei

Só tu nesta alma ficaste

De todas as que amei

Interessante como os sentimentos vão se aprimorando ao longo do tempo. Um simples gostar se torna forte, intenso e principalmente REAL.


10/06/2004

Faz algum tempo que me vejo refletindo sobre as coisas que acontecem conosco. Tantas coisas, tantos problemas e complicações e mesmo assim, o sentimento não muda.

Continua igualzinho, um pouco machucado, talvez, mas intenso. Não consigo de fato imaginar minha vida sem vc, me torno mais chato, triste, mal humorado, com pensamentos negativos.. enfim..

Vc torna minha vida mais leve, suave, bela, alegre. Muito bom poder saber que posso te ligar, pra contar uma novidade, ou uma tristeza. É bom saber que vou te ter a noite, pra rir, falar besteira, compartilhar o nosso dia, trocar carinhos..

Vc é um ser humano incrível, que agradeço muito por fazer parte da sua vida, é sem dúvida um privilégio de poucos.

Ainda acho que tenho muito a melhorar, e te provar muitas coisas. Acredito, que vamos entrar agora numa nova fase, eu diria que, vamos sair da idealização para ingressar no real, no de verdade.

Vai ser bom, eu quero muito isto. Acho que já protelamos muito e chegou nosso momento. E não podemos deixar passar, pois se isto acontecer, podemos correr o risco de nos perder novamente. E tenho certeza de que, só chegamos até aqui, porque por detrás de tudo, existia muito amor, muito mesmo. Capaz de segurar todos os problemas e fazer com que nossa relação recomece sempre.

E por tudo isso, só posso concluir que de fato, vc é a mulher da minha vida. A mulher que jamais saiu dos meus pensamentos, mesmo estando distante, era vc que eu queria sempre.. eu te amo!!!

Com amor,

sempre seu..



Escrito por Kyra às 21h06
[ ] [ envie esta mensagem ]


 

O beijo mais gostoso

é aquele que foi trocado

mil vezes com os olhos

antes de chegar à boca.

29/03/2004

 


 

28/03/2004

Alguém sente falta do seu sorriso,

seus abraços e seus beijos, do calor do seu coração,

do amor em seus olhos, de seu carinho e compreensão...

Alguém tem saudades de ouvir o seu riso, tão claro e sincero,

de tocar sua mão, de ouvir sua voz, do prazer de sentir você perto...

Alguém sente falta da magia que brilha em tudo que você faz,

dos segredos que você guarda, dos sonhos que você revela,

do modo maravilhoso como você transforma desejos em realidade...

E alguém só espera pelo dia de amanhã,

um amanhã quando o esperar tenha fim e o desejar seja enfim

o momento feliz de abraçar você outra vez.

Eu te amo,


22/04/2004

"Toda a minha alma lhe pertence.

Se a minha inteira existência não fosse sua,

a harmonia do meu ser ter-se-ia perdido

e eu teria morrido" - (Victor Hugo)

Desculpe-me pela crise de ciúmes ontem..

 



Escrito por Kyra às 20h57
[ ] [ envie esta mensagem ]


O QUE É O AMOR foi tema de pesquisa feita por profissionais de educação e psicologia a um grupo de crianças entre 4 e 8 anos.

Respostas:

"AMOR É QUANDO ALGUÉM TE MAGOA, E VOCÊ, MESMO MUITO MAGOADO, NÃO GRITA, PORQUE SABE QUE ISSO FERE SEUS SENTIMENTOS"

( MATHEW, 6 ANOS)

"QUANDO MINHA AVÓ PEGOU ARTRITE, ELA NÃO PODIA SE DEBRUÇAR PARA PINTAR AS UNHAS DOS DEDOS DO PÉ.

MEU AVÔ, DESDE ENTÃO, PINTA AS UNHAS PARA ELA. MESMO QUANDO ELE TEM ARTRITE"

(REBECCA, 8 ANOS)

"AMOR É QUANDO UMA MENINA COLOCA PERFUME E O MENINO COLOCA LOÇÃO PÓS-BARBA, E ELES SAEM JUNTOS E SE CHEIRAM"

(KARL, 5 ANOS )

"EU SEI QUE MINHA IRMÃ MAIS VELHA ME AMA, PORQUE ELA ME DÁ TODAS AS SUAS ROUPAS VELHAS E TEM QUE SAIR PARA COMPRAR OUTRAS"

(LAUREN, 4 ANOS )

"AMOR É COMO UMA VELHINHA E UM VELHINHO QUE AINDA SÃO MUITO AMIGOS, MESMO SE CONHECENDO HÁ MUITO TEMPO"

(TOMMY, 6 ANOS)

"QUANDO ALGUÉM TE AMA, A FORMA DE FALAR SEU NOME É DIFERENTE"

(BILLY, 4 ANOS)

"AMOR É QUANDO VOCÊ SAI PARA COMER E OFERECE SUAS BATATINHAS FRITAS, SEM ESPERAR QUE A OUTRA PESSOA TE OFERECA AS BATATINHAS DELA"

(CHRISSY, 6 ANOS)

"AMOR É QUANDO MINHA MÃE FAZ CAFÉ PARA O MEU PAI E TOMA UM GOLE ANTES, PARA TER CERTEZA QUE ESTÁ DO GOSTO DELE"

(DANNY, 6 ANOS)

"SE VOCÊ QUER APRENDER A AMAR MELHOR, VOCÊ DEVE COMEÇAR COM UM AMIGO QUE VOCÊ NÃO GOSTA."

(NIKKA 6 ANOS)

"QUANDO VOCÊ FALA PARA ALGUÉM ALGO RUIM SOBRE VOCÊ MESMO E SENTE MEDO QUE ESSA PESSOA NÃO VENHA A TE AMAR POR CAUSA DISSO, AÍ VOCÊ SE SURPREENDE, JÁ QUE NÃO SÓ CONTINUAM TE AMANDO, COMO AGORA TE AMAM MAIS AINDA"

(SAMANTHA , 7 ANOS)

"HÁ DOIS TIPOS DE AMOR, O NOSSO AMOR E O AMOR DE DEUS, MAS O AMOR DE DEUS JUNTA OS DOIS"

(JENNY, 4 ANOS)

"AMOR É QUANDO MAMÃE VÊ O PAPAI SUADO E MAL CHEIROSO E AINDA FALA QUE ELE É MAIS BONITO QUE O ROBERT REDFORD"

(CHRIS, 8 ANOS)

"DURANTE MINHA APRESENTACÃO DE PIANO, EU VI MEU PAI NA PLATÉIA ME ACENANDO E SORRINDO.

ERA A ÚNICA PESSOA FAZENDO ISSO E EU JÁ NÃO SENTIA MEDO"

(CINDY, 8 ANOS)

"AMOR É QUANDO VOCÊ FALA PARA UM GAROTO QUE LINDA CAMISA ELE ESTÁ VESTINDO E ELE A VESTE TODO DIA"

(NOELLE, 7 ANOS)

"NÃO DEVERÍAMOS DIZER EU TE AMO A NÃO SER QUANDO REALMENTE O SENTIMOS. E SE SENTIMOS, ENTÃO DEVERÍAMOS EXPRESSÁ-LO MUITAS VEZES. AS PESSOAS ESQUECEM DE DIZÊ-LO"

(JESSICA, 8 ANOS)

"AMOR É SE ABRAÇAR, AMOR É SE BEIJAR, AMOR É DIZER NÃO"

(PATTY, 8 ANOS)

"QUANDO VOCÊ AMA ALGUÉM, SEUS OLHOS SOBEM E DESCEM E PEQUENAS ESTRELAS SAEM DE VOCÊ"

(KAREN, 7 ANOS)

"AMOR É QUANDO SEU CACHORRO LAMBE SEU ROSTO, MESMO DEPOIS QUE VOCÊ DEIXA ELE SOZINHO O DIA INTEIRO"

(MARY ANN, 4 ANOS)

------------------------------------------------------------------------

PS:

"Amor, é desejar que o dia termine logo pra que a noite chegue, e encontrar uma mulher, pela qual sequer ouviu o som da sua voz, sentiu o cheiro do seu cabelo, o seu toque..e mesmo assim, adorar cada minuto com ela"

(..., 27 anos) 30/09/2002



Escrito por Kyra às 22h58
[ ] [ envie esta mensagem ]


Para quem namora ou quer namorar...

Como estamos na semana do dia dos namorados, estou resgatando declarações e mensagens de amor que recebi.

E também jogando as palavras ao vento...

 



Escrito por Kyra às 21h20
[ ] [ envie esta mensagem ]



I - Para quem namora ou quer namorar...

Como estamos na semana do dia dos namorados, estou resgatando declarações e mensagens de amor que recebi.

E também jogando as palavras ao vento...

 



Escrito por Kyra às 14h30
[ ] [ envie esta mensagem ]


Era sexta-feira, estávamos num barzinho, ouvindo música e filosofando. O tema como sempre a vida, relacionamentos e como cada um vivia sua vida.

De repente uma mulher levanta da mesa ao lado, pede desculpas por interromper a conversa e diz o seguinte:

Você é muito sábia para sua idade e eu queria dedicar uma poesia do meu livro para você. Espero que aceite o presente.

Eu fiquei entre surpresa e encantada. Ela me deu o livro.

A dedicatória do livro diz assim: "Filha do mar. Encantada pelo amor, vive em forma de sereia." 20/09/97

A poesia que marcou como sendo um presente.

 

REFLEXOS

Você é uma mulher

Linda e louca

E te percebo

Sensivelmente

Na minha sensibilidade

Enlouquecida,

Porque temos em comum

A loucura,

Que nos habita

E nos ativa,

E nos afina

E nos une,

E nos confina

Na profundidade

Desta amizade cúmplice

Existente,

Ininterruptamente,

Desde sempre

Entre nós,

Forte

Como um elo

Inquebrantável

E que nos retrata

Uma na outra,

Como reflexos ambíguos

De imagens projetadas

Em espelhos frontais.

Maria do Carmo Lobato (do livro Conto de Fada)

Ainda sou linda...a loucura é que estou resgatando em mim...rs



Escrito por Kyra às 12h42
[ ] [ envie esta mensagem ]


Ontem visitei o lado escuro da minha lua.

Não foi nada bonito.

Escancarei a porta e arrastei para fora tudo que era feio.

Talvez, um gesto desesperado para tentar não sentir este tipo de dor.

Se fiquei feliz? Não

Apenas fiquei olhando, tentando me ver naquilo e não era a minha essência que estava ali.

Não queria nada daquilo, não sentia nada daquilo realmente.

Pensei em apagar, mas não pude. Reconhecendo ou não, as palavras foram escritas.

Talvez tenha sido uma recaída final, antes da cura.

Agora vou exercitar o desapego destas coisas ruins e tristes. Um passo de cada vez e focar nas coisas boas que existem em mim e nas pessoas ao meu redor.

Preciso me perdoar pelas tolices e voltar para o lado claro da lua.



Escrito por Kyra às 16h31
[ ] [ envie esta mensagem ]


Desejo que você ame.

E que amando, você sofra.

Sofra a angústia da espera.

Sofra por não ouvir "Eu te amo"

Sofra por ouvir "Eu te amo" apenas para que a pessoa veja sua reação.

Sofra por ouvir palavras bonitas e que você saiba que não significam nada.

Desejo que ame tanto, que possa abdicar do seu amor, para que o objeto do seu amor seja feliz.

Desejo que sinta a dor da perda.

Desejo que ame tanto, que não consiga dizer "Eu te amo"

Desejo que descubra que falar "Eu te amo" muitas vezes não significa nada e que isso dói.

Desejo que brinquem com seus sentimentos.

Desejo que te dêem desculpas e contem estórias e que você saiba que são mentiras.

Desejo que se sinta miserável.

Desejo enfim que quando isso acontecer, que você se lembre de cada pessoa que feriu.

E no fim só posso desejar que ame e seja amado, para saber a diferença.



Escrito por Kyra às 18h24
[ ] [ envie esta mensagem ]


Você sempre fica surpreso.

Como sei tanto sobre você?

Minha alma te reconhece.

Meu coração sempre dói quando você faz o que não deve.

Se tenho explicação?

Não sei porque isso acontece, mas acontece.

Não sei seu nome verdadeiro, não sei nada que se sabe normalmente sobre as pessoas.

Mas meu coração sabe.

Te reconheço em cada comentário.

O estilo de seduzir.

O jeito perdido de ser.

Como você suplica atenção.

Como você chora.

E você continua brincando de seduzir.

Vai deixando um rastro de corações atormentados pelo caminho.

Você promete o céu com este olhos azuis, mas nos leva ao inferno das incertezas.

Hoje sou apenas observadora, mesmo sem querer observar.

Porque meu coração sempre sangra e me avisa dos seus descaminhos.



Escrito por Kyra às 19h25
[ ] [ envie esta mensagem ]

 
Meu perfil


BRASIL, Sudeste, Mulher, de 36 a 45 anos



Meu humor



Histórico
01/08/2007 a 31/08/2007
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/10/2004 a 31/10/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004
01/04/2004 a 30/04/2004




Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 Correndo atrás do vento...
 Loba, corpus et anima
 Retalhos e Pensamentos II
 Mulher de 30 e poucos...
 Mina do Kurt
 Depois dos vinte...
 Notas de um velho safado
 Pretensos Colóquios, por Dora Vilela
 Nanda
 Cantinho da Felicidade
 Antropofago Urbano
 TONY MACLAUD - O BOM CEARENSE
 Colcha de Retalhos
 Digressiva Maria
 Coisas de tio
 Botequim Poético
 Domínio Público
 Noites em Claro
 Fala Poética
 Sombras e Sonhos
 As Cartas de Elise
 Retalhos e Pensamentos
 Mudança de Ventos
 Verso Encadeado
 Segredos nada Secretos
 Big Friend
 Poesia & Cia
 TrumanBlog - Eterna Sinfonia da Vida Inacabada...
 Escondidas na Net
 Há vida depois dos 40
 A Idade da Loba
 O meu caminhar
 Procuro-me
 Ponto Gê
 Voz Activa
 Viagens da Alma
 Letras Diversas
 Figuras Hilárias
 Mar da Poesia
 No Olho do Furacão
 PsycoBlog
 Nonato Reis
 Essência Feminina
 Meu Porto
 Duas Palavras
 A Plataforma desta Estação ...
 Circulo Vicioso
 Cherry
 Espelho da Alma
 Lendo e Sonhando
 Molecca - Amor do Pietro
 Nano Costa
 Pra você que gosta de poesia
 Observações